Recentes    Resumo Semanal de FIIs: 07 de junho a 11 de junho.

Notícias - 13 / 06 / 2021

Resumo Semanal de FIIs: 07 de junho a 11 de junho.

Resumo da semana dos Fundos Imobiliários, com os principais Fatos Relevantes e Relatórios Gerenciais da semana que passou do dia 07 de junho a 11 de junho. Semana de alta para o índice dos Fundos Imobiliários, taxas do Tesouro Direto e Juros Futuros também apresentaram alta na semana.

 

IFIX 2.828,76
SEMANA 0,04%
30 DIAS -0,98%
ANO -1,44%
12 MESES 1,68%

Relatórios Gerenciais

ARRI11: O fundo divulgou o relatório de maio, o patrimônio estava alocado com 80,12% em CRI, 18,44% em FII e 1,44% em Compromissadas. De acordo com o fundo, nenhum ativo investido apresentou inadimplência ou deterioração de garantias. Sem novas alocações durante o mês.

HSML11: O fundo divulgou o relatório de maio, a vacância do fundo ficou em 6,6%. A inadimplência líquida ficou em 30,6%. Os descontos em relação à receita faturada ficaram em 22,8%. O resultado do fundo foi de R$ 0,23 por cota e o rendimento distribuído foi de R$ 0,35 por cota. As vendas tiveram um aumento de 1.276,6%, os aluguéis tiveram um aumento de 31,9% e o fluxo de veículos apresentou um aumento de 103,00%, ambos em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

HSLG11: O fundo divulgou o relatório de maio, a vacância do fundo ficou em 4,9%. O resultado do fundo foi de R$ 0,56 por cota e o rendimento distribuído foi de R$ 0,58 por cota. Durante o mês, houve a negociação de duas expansões de locatários existentes do ativo em Itapevi, além da provável confirmação da um novo locatário para o empreendimento com a  negociação de dois módulos.

 

HCST11:  O fundo divulgou o relatório de maio, o patrimônio estava alocado com 75% dos ativos em projeto e 25% em operação. Durante o mês, o Edifício Piragibe  alcançou a marca de 18% de ocupação e a Prefeitura de São Paulo publicou o Alvará de Aprovação do projeto Pedro de Toledo que agora aguarda a emissão do Alvará de Execução para início de obras. Ainda no mês, o fundo firmou contrato para aquisição de 80 unidades tipo Studio do projeto H.I. Pinheiros lançado recentemente pela incorporadora Setin. A aquisição representa 77% do total de unidades do empreendimento que tem a entrega prevista para o final de 2024.

 

QIFF11: O fundo divulgou o relatório de maio, o patrimônio estava alocado com 97,9% em FII e 2,1% em Caixa. Em abril, o fundo vendeu cotas do MALL11, VINO11 e comprou cotas do VRTA11. Abaixo a carteira do fundo:

 

TEPP11: O fundo divulgou o relatório de maio, a vacância do fundo ficou em 18,0%. O resultado do fundo foi de R$ 0,34 por cota e o rendimento distribuído foi de R$ 0,45 por cota. Em maio, houve o pagamento da primeira parcela do Ed. Fujitsu, a locação de 3 novos conjuntos para a Gradiente no Ed. Passarelli, equivalente a 847,47 m².

 

VVPR11:  O fundo divulgou o relatório de maio, a vacância do fundo ficou em 0,00%. O resultado do fundo foi de R$ 0,58 por cota e o rendimento distribuído foi de R$ 0,65 por cota. O fundo quitou o CRI do ativo Ambev Feira de Santana e segue nas tratativas para finalizar o processo.

 

LASC11: O fundo divulgou o relatório de maio, a vacância do fundo ficou em 3,50%. A inadimplência ficou em 12,9%. O resultado do fundo foi de R$ 0,26 por cota e o rendimento distribuído foi de R$ 0,25 por cota. As vendas totais apresentaram um aumento de 1183,71%, o indicador SSS apresentou uma alta de 137,3%, o indicador SSR apresentou uma alta de 774,6%, ambos em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

RECR11: O fundo divulgou o relatório de maio, o patrimônio estava alocado com 97,5% em CRI e 2,5% em Renda Fixa. O resultado do fundo foi de R$ 1,75 por cota e o rendimento distribuído foi de R$ 1,20 por cota. Abaixo os CRI adquiridos no mês:

 

  • CRI Olimpo 2, R$ 24.000.000 e taxa de IPCA + 7,50% ao ano;
  • CRI Matarazzo Suítes 2, R$ 71.770.140,00 e taxa de CDI + 6,50% ao ano;
  • CRI Sênior CrediHome 2, R$ 3.210.019,00 e taxa de IPCA + 6,00% ao ano;
  • CRI Mezanino CrediHome 2, R$ 1.106.497,00 e taxa de IPCA + 13,00% ao ano;
  • CRI CashMe, R$ 4.977.111,00 e taxa de IPCA + 5,75%;
  • CRI Cipasa, R$ 10.035.722,00 e taxa de IPCA + 8,00% ao ano;
  • CRI Cunha da Câmara 2, R$ 4.516.611,00 e taxa de IPCA + 8,50% ao ano.

 

A partir de agora o restante da Semana dos FII, será exclusiva para os assinantes do Dica de Hoje, se você ainda não é assinante, clique aqui e tenha acesso a Área de FII.

 

Fundos abordados no restante do resumo, RECT11, RELG11, BPFF11, PLCR11, RBIV11, XPLG11, XPML11, VILG11, VINO11, VISC11, VIFI11, HABT11, HSAF11, OUJP11, GALG11, XPSF11, FAMB11B, CEOC11, HCRI11, EDGA11, FCFL11, FAED11, HTMX11, BBFI11, MAXR11, PQDP11, FLRP11, JSRE11, HPDP11, HGBS11, KISU11, RBED11, BRCO11, HOSI11, QAGR11, HGPO11, CBOP11, HGCR11, HGFF11, HGRU11, HGRE11, HGLG11, DVFF11, HFOF11, HREC11, WPLZ11, FIGS11, BCFF11, FEXC11, MCCI11, LASC11, NSLU11, RBCO11, BRCO11, TRNT11, VLOL11, BTLG11, ALZR11 e VGIP11.

 

Se você gosta de ter uma renda passiva pingando na conta todo mês, não deixe de conhecer os REIT, Real Estate Investment Trust, os primos dos nossos Fundos Imobiliários negociados na bolsa dos EUA, e tenha uma renda passiva pingando na sua conta todo mês em dólares, CLIQUE AQUI e conheça mais sobre esse investimento.

Emissões

  Até a próxima,

Egbert Chaves

Disclaimer: Este artigo não constitui indicação de compra ou venda de ativo, o intuito aqui é levar material de estudo para o investidor para que o mesmo tenha suas próprias conclusões. Todos os fatos comentados foram retirados dos informes e relatórios apresentados pelos respectivos fundos no site da B3.

Leia outros artigos

×